be happy
»
Vamos ate o fim ♡
THEME

linnddaa !!!

Lindaaa d+!!!

Tenho medo de terminar sozinha. Tenho medo de ser sempre amiga, irmã e confidente, mas nunca o ‘tudo’ de alguém.

Tati Bernardi.     (via segredou)


Você pensa que é o fim do mundo, mas não é. Você acha que a sua dor é a pior de todas as dores já existentes, mas está enganado. Fácil é sofrer, passar dias trancado no quarto, chorar até que a última gota do seu corpo se esgote. Difícil é superar. E mais difícil ainda é se convencer de que superou. Fácil é acabar com a vida pra acabar com a dor, difícil mesmo é levantar todos os dias com um buraco no peito e colocar a roupa de existir. Dizer que está bem é fácil, complicado é estar. Escutar aquela música, sentir aquele cheiro e visitar aquele lugar parecem ser coisas que ardem o fundo da alma, porque as lembranças doem como álcool em ferida aberta. Mas a verdade é que não sentir mais nada dói bem mais. O fim de um sentimento é mais triste do que o seu fim propriamente dito. É mais difícil enterrar histórias, momentos e sorrisos à enterrar-se. Enquanto ainda há uma faísca em meio ao fogo apagado, de certa forma também ainda há importância. Sofrer por se importar é natural, estranho é sofrer por não fazer mais diferença alguma. Continuar dentro de uma bolha de solidão e sofrimento é escolha sua, assim como lutar pra sair dela também. Fácil é olhar a vida passando e ficar estático no mesmo lugar, amargurado, desiludido, cabisbaixo. Difícil é assumir que está no fundo do poço e, sim, precisa de ajuda. Difícil é estufar o peito e não se deixar abalar por nada. Fácil é chorar pela cicatriz adquirida, difícil é aceita-la como uma tatuagem interna que faz parte de você.

Capitule.      (via reverenciador)


Eu vou te amar até o fim dos tempos.

Lana Del Rey.  (via reverenciador)


Tem coisa que a gente não fala, mas quer que o outro perceba.

Caio Fernando Abreu.  (via reverenciador)


Se eu demorar, me espera.
Se eu te enrolar, me empurra.
Se eu te entregar, aceita.
Se eu recusar, me surra.
Se eu sussurrar, escuta.
Se eu balançar, segura.
Se eu gaguejar, me entende.
Se eu duvidar, me jura.
Se eu for só teu, me tenha.
Se eu não for, me larga.
Se eu te enganar, descobre.
Se eu te trair, me flagra.
Se eu merecer, me bate.
Se eu me mostrar, me veja.
Se eu te zoar, me odeia.
Mais se eu for bom, me beija.
Se tu ta bem, eu to.
Se tu não tá, também.
Não to legal, não to.
Pergunta o que é que tem.
Tu diz que tá tranquila, mais eu sei que não tá.
Tu ta bolada, filha? Vamos desenrolar.
Se eu te amar, me sente.
Se eu te tocar, se assanha.
Se eu te olhar, sorrir.
Se eu te perder, me ganha.
Se eu te pedi, me dá.
Se for brigar, pra que?
Se eu chorar, me anima.
Mais se eu sorrir é por você!

Projota. (via reverenciador)


Eu me coloquei em segundo lugar, só pra deixar você em primeiro. Eu passei a amar menos as pessoas, pra poder te amar mais.

Robin and Stubb.     (via reverenciador)


O amor não acaba. Não, nunca. O que acaba são as razões pra continuar lutando por ele, e quando isso acontece, não se para de amar, simplesmente não se corre mais atrás.

Isabella Martins.   (via desvairador)


Nada em mim foi covarde, nem mesmo as desistências: desistir, ainda que não pareça, foi meu grande gesto de coragem.

Caio Fernando Abreu  (via excelir)


Todo mundo dormiu e eu preciso falar com alguém.

Rashid.  (via reverenciador)